"O Brasil alcançou uma posição de destaque no cenário mundial ao se tornar o maior exportador de alimentos industrializados"
Brasil
"Em uma coletiva de imprensa realizada na última quinta-feira (22/02), a entidade anunciou que o país registrou um aumento significativo de 11,4% nas exportações desses produtos, atingindo 190 países"

De acordo com dados fornecidos pela associação, o faturamento total da indústria de alimentos e bebidas industrializados alcançou a marca de R$ 1,16 trilhões, representando um crescimento de 7,2% em relação ao ano anterior. Desse montante, aproximadamente R$ 310 bilhões foram provenientes das exportações, o que corresponde a um aumento de 5,2% em comparação com 2022.

O presidente da Abia, João Dornellas, enfatizou que 73% da produção é consumida internamente, enquanto 23% é destinada à exportação. Os principais destinos desses alimentos industrializados incluem a Ásia (43%), países árabes (16,4%) e a União Europeia (14,6%).

Entre os produtos brasileiros mais demandados estão o suco de laranja, açúcar, carnes bovina e de aves, café solúvel e óleo de soja. Dornellas expressou otimismo em relação ao crescimento contínuo das exportações, mesmo diante das incertezas climáticas que podem impactar a produção.

Dornellas destacou ainda o papel crucial da indústria de alimentos no controle da inflação, contribuindo para tornar os alimentos mais acessíveis aos brasileiros. Ele ressaltou que a processamento dos alimentos oferece maior segurança, durabilidade e estabilidade de preços em comparação com produtos in natura.

Segundo ele, apesar dos desafios climáticos que podem afetar a produção, a indústria está confiante em manter sua posição de destaque no mercado global, prevendo um crescimento de 2,5% nas vendas para o próximo ano.

Fonte: Jota
Imagem: aleksandarlittlewolf / Freepik

Veja também

Claro que nem preciso contar que por trás dessa agenda tem um nome bem conhecido, cujas aplicações renderão, com toda certeza, rios de dinheiro para o onipotente investidor da agenda da Organização das Nações Unidas, ONU – Bill Gates.  O que tem de bom aí para nós? Provavelmente nada, e muito embora a abordagem seja “vendida” como sustentável e boa para o planeta, temo que para nós, humanos, não seja assim tão maravilhoso o caminho trilhado.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER