Com 144 produtos no portfólio, primeira unidade franqueada do Empório Catupiry pode ser lançada ainda neste ano
Catupiry
Os superintendentes Daniel Zanuto e Nicolau Ahn: aposta na força da marca para entrar em novos mercados e canais (Leandro Fonseca/Exame)

Catupiry lança linha de produtos congelados para diversificar o portfólio

Nos últimos anos, a direção da Catupiry decidiu mudar radicalmente o tempero do negócio — e tem conquistado mais espaço no mercado de alimentação.

De 2018 para cá, o sortimento da empresa passou de 98 para 144 produtos. Alguns são incrementos do ingrediente principal, como potes de Catupiry com ervas finas e de azeitonas. A maioria, porém, é de produtos em categorias completamente alheias à companhia até então. Exemplos disso são uma linha de alimentos congelados, como quiche, pizza, dadinho de tapioca e pão de queijo recheado. Uma linha de queijos também foi lançada.

Ao todo a companhia investiu 5 milhões de reais no novo portfólio. “Éramos uma empresa de um produto só e percebemos que não estávamos aproveitando a força da marca”, diz o diretor financeiro Daniel Zanuto.

Além de abocanhar uma parte maior do mercado de alimentos, a Catupiry, que é o terceiro maior fabricante do país na categoria requeijão, quer depender menos da flutuação dos preços do mercado lácteo. “Com um portfólio maior, a intenção foi também reduzir a dependência do leite e diminuir o efeito das flutuações de preço.”

Capilaridade

Em paralelo aos novos produtos, a Catupiry mudou quase tudo nos canais de vendas para ter uma presença de fato nacional. Até então, ela tinha uma presença forte em São Paulo e no Rio de Janeiro, mas raramente os produtos da marca estavam em evidência em supermercados de outros estados.

Num país como o Brasil, em que grandes varejistas detêm só 25% das vendas de alimentos, e milhares de redes de supermercados de pequeno e médio porte ditam preços e marcas favoritas nos rincões, a praxe dos fabricantes é revender a distribuidores com capilaridade para levar os produtos aos quatro cantos.

A estratégia de aumento da capilaridade via distribuidores começou 2019, num esforço da companhia de oxigenar a operação. De lá para cá, a empresa passou de quatro para 57 distribuidores de varejo, que representam cerca de 26% das vendas. “Hoje estamos presentes em 50.000 pontos de venda em todos os estados brasileiros”, diz o diretor.

A empresa conta com quatro fábricas — duas em São Paulo, uma em Minas Gerais e outra em Goiás — que produzem 3 mil toneladas de lácteos por mês, além de centro de distribuição em Jundiaí.

O sucesso com as pizzarias de São Paulo

Um dos grandes diferenciais da Catupiry é a venda direta para pizzarias em São Paulo. Mais de 1.000 estabelecimentos fazem acordo de exclusividade com a marca e passam a receber produtos semanalmente. Com um portfólio mais robusto, a empresa quer  oferecer ao food service muito mais do que bisnagas de Catupiry.

“Nossa ideia é lançar uma linha de produtos focada em cada público e canal de venda. Queremos oferecer uma cesta de produtos cada vez mais completa”, diz Zanuto.

Os planos da Catupiry para 2024

Empório Catupiry, em São Paulo: abertura de franquias está no radar da companhia (Leandro Fonseca/Exame)

Com o atual portfólio da Catupiry é possível abrir uma loja da marca. E esse é um dos planos que deve avançar em 2024. A ideia de franquear o Empório Catupiry da marca existe há alguns anos. A Circular de Oferta da Franquia (COF), documento desenvolvido pelo franqueador e que apresenta todas as condições gerais do negócio, já está pronta, diz o diretor.

Uma unidade do empório funciona na sede administrativa da companhia no Bom Retiro, em São Paulo. Agora a companhia está definindo se a primeira unidade será própria ou franqueada, além da localização. “É provável que o primeiro empório da Catupiry esteja operando em um ano”, diz Zanuto.

Diferentemente do leve crescimento de 1,7% no varejo, as franquias cresceram 13,8% e o faturamento do setor foi de R$ 240,6 bilhões em 2023, de acordo com a ABF.

Cerca de dez novos produtos devem reforçar o portfólio de lácteos, congelados e marcas especiais como Apeti Catupiry, Devore, Plantury e LactoZero. Os itens serão apresentados ao mercado em maio.

A empresa também estuda maneiras de aumentar sua presença nas regiões Sul e Nordeste e não descarta a possibilidade de abrir uma nova planta ou fazer aquisição de marcas regionais.

“Com o mercado mais aquecido do que no ano passado, esperamos crescer 12% em volume e receita”, diz o executivo.

Veja também

Conforme Petry, a fábrica de produtos lácteos será ampliada em mil metros quadrados. Além disso, receberá significativa inovação tecnológica na automatização da produção. Estão sendo adquiradas novos equipamentos com alta tecnologia que, entre outras coisas, farão o carregamento automatizado dos lácteos.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER