Objetivo da marca, que é líder em sua categoria, é desmistificar a intolerância à lactose e uso do produto; campanha considera os resultados de uma pesquisa robusta com consumidores de todo o Brasil e terá ações de merchandising, mídia e conteúdo educacional
EMS
" O objetivo é sanar as dúvidas dos intolerantes"
A EMS, maior laboratório farmacêutico no Brasil, anuncia o reposicionamento da marca Lacday, suplemento alimentar da enzima lactase, em comprimido mastigável, líder do segmento no Brasil*.

A ampla ação envolveu uma grande pesquisa com consumidores, que foi desdobrada em uma nova campanha que está sendo lançada nesta quinta-feira (29) sob o slogan “Diga sim para uma vida mais livre”, e prevê ainda uma série de investimentos em comunicação, incluindo comercial em TV aberta e canais a cabo, materiais de merchandising para pontos de venda, promoção de conteúdos informativos e educativos em plataformas digitais, além do uso de redes sociais para sanar dúvidas e falar diretamente àqueles que sofrem com intolerância à lactose. Estima-se que um terço da população brasileira – cerca de 54 milhões de pessoas – tenha alguma dificuldade de digerir leites ou derivados.

Pesquisa com intolerantes à lactose

Após ouvir mais de 450 brasileiros que têm intolerância à lactose em uma robusta pesquisa realizada em todo o Brasil, a marca descobriu que muitos intolerantes à lactose vivem em constante tensão, tendo que lidar diariamente com dilemas internos: de um lado, o medo dos sintomas aparecerem (têm em média 6 sintomas – gases, desconforto abdominal, diarreia, inchaço etc. – ao consumirem um produto com lactase sem utilizar enzima); de outro lado, a vontade de comer o que se deseja.

A pesquisa constatou que a maioria dos intolerantes faz algum tipo de restrição alimentar no seu dia a dia, retirando alimentos com leite ou derivados de sua dieta, o que traz um impacto direto na sua rotina e felicidade, em vez de utilizarem a enzima com mais frequência.

Descobriu-se, ainda, nessa pesquisa, que mais de 90% dos consumidores de enzima lactase consomem a categoria de maneira errada, aguardando algum tempo após ingeri-la para então passar a consumir alimentos com leite ou derivados, o que pode dificultar a sua eficácia plena.

Com um investimento de R$ 25 milhões, a campanha levará a mensagem ao público-alvo – adultos intolerantes à lactose – de que, usando Lacday, eles podem aproveitar a vida com mais liberdade para comerem o que tiverem vontade, em qualquer situação.

“Com Lacday, é possível consumir o que se deseja, liberando-se de privações diárias e de momentos de tensão. É uma forma de viver mais plenamente, de ter bem-estar”, afirma Cínthia Ribeiro, diretora Comercial e de Marketing das unidades de negócios de Marcas e de OTC (medicamentos isentos de prescrição) da EMS.

De acordo com a executiva, os focos da nova campanha são desmitificar a intolerância à lactose e alertar para as informações erradas em torno dessa condição e da enzima, além de ensinar o uso correto do suplemento alimentar, que deve ser tomado imediatamente antes de se ingerir alimento contendo lactose.

Intolerância à lactose:

De acordo com Rafaela Denardi, médica responsável pelos produtos da área de gastroenterologia da EMS, a intolerância se dá quando o corpo deixa de produzir naturalmente ou produz de modo deficiente a enzima lactase, presente no intestino.

“Há estudos que associam esta condição a fatores como o envelhecimento, por isso, acomete grande parte da população”, afirma. Ainda, um dos principais mitos é pensar que o Lacday é um medicamento. “O Lacday é um suplemento alimentar e não só pode como deve ser utilizado imediatamente antes de a pessoa com intolerância consumir produtos com leite ou derivados, diversas vezes ao dia, quando necessário.

Vale lembrar que os alimentos intitulados lacfree nada mais são do que produtos com a adição da enzima e que existem muitos alimentos que, sem o consumidor sequer imaginar, contêm quantidade de lactose suficiente para lhe causar desconforto, como molhos industrializados e embutidos”, explica.

Lacday

Lacday é a marca líder de mercado, com 30% de market share, e um produto conhecido por 80% dos consumidores pesquisados, com forte expressividade nos pontos de venda. Em 2023, teve faturamento de R$ 39 milhões e quase 1 milhão de unidades comercializadas. Para 2024, a expectativa é crescer 30,8% em PPP. A marca está em um segmento que tem faturamento de R$ 131 milhões, vendas de 3,8 milhões de unidades e uma taxa de crescimento médio (CAGR) de 26,6% nos últimos cinco anos (dados IQVIA – PPP – FY2023. Molécula Tilactase).

Estratégias de comunicação

Produzida em parceria com a agência We, a campanha publicitária está prevista para ser veiculada nos principais canais de televisão abertos e por assinatura do país. O filme mostra diferentes pessoas com o livre-arbítrio de sempre dizerem “sim” ao leite e derivados. Nele, também é utilizado um recurso visual que sugere que o universo está conspirando a favor das personagens, fazendo com que alimentos com lactose se aproximem delas.

O plano estratégico de comunicação prevê ainda ações em pontos de venda, programas de desconto, ações digitais e divulgação em redes sociais, bem como o trabalho de promoção do produto de forma educativa e por meio de um hub de informação, o “mundoLac”. “A ideia é criar um espaço de conteúdo nos formatos de texto, vídeo e infográficos. Os materiais serão claros e objetivos, todos escritos por médicos, nutricionistas e psicólogos, voltados para o consumidor final. O objetivo é sanar as dúvidas dos intolerantes”, destaca Cínthia Ribeiro.

Ficha Técnica

Título Original: “Diga SIM”
Cliente: EMS – Lacday
Agência: WEVP de Criação: Armando Araújo
Diretor Executivo de Criação: Kleyton Mourão
Diretor de Criação: Otávio Mastrogiuseppe, Paulo Almeida PA, Thiago Gueler
Diretores de Criação Associados: Otávio Mastrogiuseppe, Paulo Almeida PA
Criação: Leonardo Brito e Humberto Pacheco
CEO: Fábio Rosinholi
COO: Alexandre Ugadin
Atendimento: Wesley Santesso, Caio Cocozza, Paula Morais, Guilherme Osaku
Planejamento: Gisela Toledo, Iuren Ramiro
Mídia: Julio Campos, Gustavo Gaion, Tatiane Silverio, Almir Pereira, Sandra Marques, Carlos Chagas
RTV: Alessandra Salles, Stella Shinyashiki
Digital: Fabiana Lopes, Camilla Carvalho
Produção Gráfica: Alexandre Borges

Aprovação do Cliente: Cínthia Ribeiro, Luiza Ferreira Dias, Rachel Vaccari

Produtora: Cine
Diretor de Cena: Clóvis Mello
Diretor de Fotografia: Lucas Mello
Produção Executiva: Raul Doria, Deo Borba
Atendimento: Fernanda Mormanno
Atendimento de pós: Juliana Silva
Coordenação de Produção: Jair Costa, Roseli Sabino
Direção de produção: Rafael Mello
Coordenação de pós Sergio Cicinelli, Lucas de Paula
Montador: João Branco
Finalizador: CINE X
Ilustrador: CINE X

Produtora de Áudio: S de Samba
Direção Musical: Wilson Simoninha, Jair Oliveira
Compositor: Matheus Latge
Produção Musical: Diego Guimarães
Atendimento: Meg Magro
Coordenação Lara Fratucelli
Mixagem e Finalização: Raphael Mancinni, Antonio Arruda
Locutor: Luiza Caspary

Veja também

“Diga-me o que você come e eu lhe direi quem você é”, do gastrônomo e jurista francês Brillat-Savarin, e “Nós somos o que comemos”, do

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Australia

Don’t cry for me Australia: como os laticínios da Austrália estão seguindo os passos da Argentina

O Brasil, em 2022, atingiu 885.000 toneladas métricas entre vários tipos de queijos tropicais e europeus.

Dados saborosos sobre o consumo e a produção de queijo em todo o mundo, que vão dar água na boca

Publicidade

Publicidade em tempos de crise: a estratégia que pode fazer a diferença entre o sucesso e a sobrevivência do seu negócio de laticínios

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER