Restam mais duas semanas de aprendizagem para 17 alunos receberem os certificados do curso de ‘Produtor de derivados do leite’
Sergipe
" A iniciativa profissionalizante é desenvolvida pelo Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Empreendedorismo (Seteem), e oportuniza o aprendizado in loco a partir dos conteúdos absorvidos em sala de aula"
Com apenas duas semanas restantes para a conclusão do curso de ‘Produtor de derivados de leite’, os alunos beneficiados pelo ‘Qualifica Sergipe’ realizaram uma visita técnica à fábrica de laticínios Damare, localizada em Muribeca, na manhã desta sexta-feira, 5.

 

A iniciativa profissionalizante é desenvolvida pelo Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Empreendedorismo (Seteem), e oportuniza o aprendizado in loco a partir dos conteúdos absorvidos em sala de aula.

O programa ‘Qualifica Sergipe’ conta também com a parceria do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Sergipe (Senai/SE), para levar cursos de profissionalização para o interior do estado. Na cidade de Muribeca acontecem, simultaneamente, dois cursos voltados para a agroindústria. Além do citado anteriormente, existe também uma turma do curso de ‘Embutidos e Defumados’.

Natália dos Santos, uma das participantes do curso, viu no ‘Qualifica Sergipe’ uma oportunidade de realização pessoal, por isso mesmo ela se inscreveu nos dois cursos ofertados. “Esse era um sonho que eu tinha para realizar na minha vida e eu consegui.

Por causa disso, está sendo muito importante para mim esse curso. Estou me preparando para o mercado de trabalho”, disse, após a visitação, que ela considerou muito importante. “Aproveitei muito, vou sair rica em conhecimentos”, completou.

A formação

A instrutora do Senai, Aline Costa, explicou sobre a formação que os jovens estão prestes a concluir. “No curso eles aprendem desde a parte de comportamento, de administração, a beneficiamento do leite, ordem, análises, processos que eles fazem na prática.

Então, para eles essa visita é um diferencial enorme, porque lá a gente vê o processo pequeno, então eles processam 50 litros de leite por dia, aqui passa de 100 mil litros por dia, então a diferença de tamanho é enorme. Para eles isso aqui foi incrível”, avaliou a instrutora.

De acordo com a instrutora, nestas duas semanas restantes os participantes vão aprender a parte de empreendedorismo, de cálculo de preço, de planejamento de negócio para fechar a formação não técnica, mas também humana. “Porque a gente hoje precisa ter tanto formação técnica como saber lidar com as pessoas. Então, a gente junta isso tudo nesse curso de dois meses”, completa Costa.

 

Além de Muribeca, já foram contemplados pelo Qualifica Sergipe os municípios de Aracaju, Canindé de São Francisco, Carira, Carmópolis, Cumbe, Estância, Indiaroba, Itabaianinha, Itaporanga D’Ajuda, Japaratuba, Moita Bonita, Pacatuba, Santana de São Francisco e Tobias Barreto.

Oportunidade

Foi o marido de Mary Santos quem viu na internet a notícia sobre o ‘Qualifica Sergipe’ e falou para ela se inscrever. E hoje, perto da conclusão, ela afirma: “Eu estou achando [o curso] maravilhoso. Eu aprendi como fazer leite, como fazer queijo, como fazer ricota, aprendemos várias coisas”, comenta.

A jovem Sibele Nascimento, de apenas 18 anos, fala da capacitação como uma experiência agradável, por poder adquirir conhecimento. “Eu me sinto agradecida e com a expectativa para trabalhar grande. Todo mundo tem essa expectativa, né?”, revela a jovem.

Durante a visita aos interiores da Damare, os estudantes foram recepcionados pelo gerente da planta, Edson Zanella, e pelo coordenador geral de manutenção Denison França, que acompanharam e passaram todas as informações relacionadas ao processo produtivo da fábrica. “Para nós é importante essa interação, porque o nosso intuito é crescer e gerar mais empregos em Sergipe”, disse o gerente.

A Damare tem origem no estado de Minas Gerais e possui, atualmente, além da unidade de Muribeca, mais outras duas, que produzem juntas mais de 700 mil litros de leite por dia.

Veja também

Nunca se deve deixar os queijos abertos dentro do refrigerador porque as propriedades frias, porém secantes, destes aparelhos não são boas para o produto.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER