"Ela também pode ser usada para produzir produtos com baixo teor de lactose e à base de leite desnatado, ao mesmo tempo em que reduz o total de açúcares"
Nestlé
Ela também pode ser usada para produzir produtos com baixo teor de lactose e à base de leite desnatado, ao mesmo tempo em que reduz os açúcares totais.
A Nestlé apresentou uma “tecnologia versátil e econômica de redução de açúcar que pode ser aplicada em diferentes categorias de produtos, com benefícios que vão além da redução de açúcar”.

Ela também pode ser usada para produzir produtos com baixo teor de lactose e à base de leite desnatado, ao mesmo tempo em que reduz os açúcares totais.

Usando um processo enzimático, ele reduz o açúcar intrínseco em ingredientes como malte, leite e sucos de frutas em até 30%, com um impacto mínimo no sabor e na textura. Os ingredientes com redução de açúcar são então usados em receitas de vários produtos. Não há necessidade de adicionar adoçantes ou agentes de volume para substituir o volume do açúcar eliminado, afirma a empresa.

Quando o método patenteado de redução de açúcar é aplicado a produtos à base de leite, ele também aumenta as fibras prebióticas. Os primeiros estudos clínicos mostraram que essas fibras podem apoiar o crescimento de vários tipos de bactérias benéficas, levando a uma composição favorável do microbioma em adultos saudáveis.

“A redução de açúcar em todo o nosso portfólio continua sendo uma prioridade máxima. Essa nova tecnologia é um verdadeiro avanço, pois podemos reduzir o açúcar sem adicionar adoçantes e, ao mesmo tempo, preservar um ótimo sabor, tudo isso com um aumento mínimo de custo. Além disso, nossos cientistas descobriram que a redução do açúcar gera fibras prebióticas que auxiliam o microbioma, o que é um benefício adicional. Estamos agora acelerando o lançamento global em todos os formatos e categorias”, disse Stefan Palzer, Diretor de Tecnologia da Nestlé, que afirma: ”

A redução de açúcar foi testada pela primeira vez em bebidas prontas para beber à base de cacau e malte no sudeste da Ásia e, no ano passado, a Nestlé já a introduziu nas linhas de produção de bebidas em pó à base de cacau e malte, como o Milo, em vários países da Ásia, África e América Latina. Desde 2021, a tecnologia de redução de açúcar foi aplicada a mais de 200.000 toneladas de bebidas à base de cacau e malte. A implementação continua, e outras categorias de produtos, como laticínios em pó, virão em seguida.

O desenvolvimento de novas tecnologias faz parte dos esforços contínuos da Nestlé para melhorar o valor nutricional de seus produtos, ao mesmo tempo em que apoia o consumo responsável como parte de uma dieta equilibrada. A nova tecnologia de redução de açúcar complementa uma ampla gama de soluções existentes que a Nestlé tem desenvolvido ao longo dos anos em colaboração com parceiros e fornecedores externos de inovação. Isso inclui adoçantes naturais, aromas que aumentam a doçura ou mascaram o amargor, bem como agentes de volume naturais, como fibras, cereais e produtos lácteos e cacau em pó feitos sob medida.

 

Veja também

Espera-se que a indústria de laticínios adote continuamente o desenvolvimento de novas forças produtivas de qualidade, como uma tentativa de alcançar uma transformação positiva sob circunstâncias no novo estágio de desenvolvimento, disse Li Pengcheng, presidente executivo da gigante chinesa de laticínios Mengniu Group.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER