Com um rebanho criteriosamente selecionado, composto por mais de 2.400 vacas holandesas em período de lactação, essa fazenda se destaca como a maior produtora de leite; conheça.
A sala de ordenha emerge como o coração vital de qualquer empreendimento de produção de leite animal.
A sala de ordenha emerge como o coração vital de qualquer empreendimento de produção de leite animal.

Se você já se indagou sobre quem é a maior produtora de leite no Brasil, a resposta é evidente: a Fazenda Colorado, uma verdadeira potência localizada em Araras (SP). Assista ao vídeo a seguir e explore a rotina dessa gigante do setor leiteiro no país.

Com um rebanho criteriosamente selecionado, composto por mais de 2.400 vacas holandesas em período de lactação, essa fazenda se destaca como líder na indústria leiteira nacional.

Sob a supervisão de veterinários e especialistas, essas vacas alcançam a notável marca de 110 mil quilos de leite produzidos diariamente, resultado de cuidados excepcionais.

Origem

A história e as realizações da Fazenda Colorado são verdadeiramente notáveis. Seu caminho teve início em 1870, quando Antonio Alves Galvão adquiriu a Fazenda Bom Jesus, localizada em Araras, SP.

Décadas depois, em 1964, Lair Antonio de Souza expandiu seus horizontes ao adquirir terras na mesma região, posteriormente transformadas na renomada Fazenda Colorado.

Saiba como é a rotina de ordenhar 2.400 vacas, da maior produtora de leite

Demonstrando uma perspicácia empreendedora, a fazenda experimentou um crescimento significativo, culminando na aquisição da Fazenda Bom Jesus vizinha em 1980, consolidando-se como uma das maiores propriedades na localidade.

Por dentro da Fazenda

Conquistando a posição de líder na produção de leite por uma década consecutiva, a Fazenda Colorado alcançou recentemente um feito notável: atingiu a marca de 110 mil quilos de leite em um único dia, o que equivale a uma média impressionante de 45 kg por vaca.

Saiba como é a rotina de ordenhar 2.400 vacas, da maior produtora de leite

Em uma entrevista para o Giro do Boi, Sérgio Soriano, diretor do Grupo Colorado, mostrou onde a ordenha inteligente ocorre em um dos maiores carrosséis do país. Nesse contexto, a ordenha é realizada três vezes ao dia, ao longo de 6 horas, envolvendo aproximadamente 2.400 vacas, o que corresponde a cerca de 430 vacas por hora. Ao término de cada sessão de ordenha, é realizada uma limpeza meticulosa para preparar o ambiente para o próximo ciclo.

Ordenha

A importância desse espaço transcende, pois é vital que a vaca se sinta confortável para garantir a produção de leite com a qualidade necessária para os produtos da fazenda. A sala de ordenha emerge como o coração vital de qualquer empreendimento de produção de leite animal. Nesta fase crucial, três profissionais dedicam-se não apenas à condução cuidadosa das vacas, mas também à inspeção minuciosa de sua condição física e higiene.

Para além dos esforços visíveis, há uma equipe responsável por tratar a pele das vacas após a ordenha, aplicando produtos que evitam rachaduras e trincas, garantindo a integridade da pele e prevenindo qualquer possibilidade de infecção bacteriana. Cada etapa do processo é conduzida com precisão, visando preservar a qualidade do produto final e o bem-estar dos animais que desempenham um papel central nesse ciclo de produção de leite.

Colares para vacas

Com a visão do sucesso no empreendimento musical em 1995, a Fazenda Colorado adotou um inovador sistema de pulseiras para monitorar o bem-estar diário das vacas. Contudo, a evolução tecnológica ao longo dos anos trouxe uma transformação significativa. Das pulseiras, avançaram para colares especiais, que agora desempenham um papel crucial no monitoramento diário das atividades das vacas.

Saiba como é a rotina de ordenhar 2.400 vacas, da maior produtora de leite

Esses colares, equipados com tecnologia avançada, registram detalhes como ruminação, tempo de descanso e indicadores de desconforto, proporcionando uma visão abrangente da vida cotidiana das vacas. A recente implementação desta tecnologia nos colares representa uma novidade em 2024, permitindo um monitoramento preciso da capacidade e do ambiente em que as vacas estão inseridas.

O hotel das vacas

Além dos colares de monitoramento, o estábulo, cuidadosamente planejado, incorpora um sistema de climatização para assegurar condições ideais para a produção animal. Um radiador inovador, conhecido como “radiador de papel”, desempenha um papel crucial nesse processo. A umedeção da colmeia, por meio da troca física de ar, proporciona um ambiente tranquilo para as vacas, favorecendo períodos mais prolongados de descanso, um fator crucial para a produção de leite.

O estábulo, essencialmente o “hotel” das vacas, oferece um ambiente completo com água, área de descanso, passeio e alimentação, incentivando a sociabilização e o conforto das vacas. Este é o espaço onde passam o intervalo entre a ordenha, tornando-se um ambiente propício para a produção de leite, refletindo diretamente na qualidade do produto final que chega às mesas dos consumidores.

Visando proporcionar um ambiente controlado e permitir que a vaca expresse plenamente seu potencial genético, investimos na aquisição de sêmen de diversas empresas. Além de sermos compradores desse material genético, também o comercializamos, oferecendo aos nossos clientes a produtividade resultante desses animais.

Maternidade

Enquanto as vacas responsáveis pela produção de leite na Fazenda Colorado, é essencial destacar a importância da Maternidade dos bezerros. Na área de criação, o lote de leite 2×2, certificado com brincos nas orelhas das vacas, indicando a genotipagem específica.

Este lote inclui vacas que tiveram um único parto, mas na fazenda, temos também vacas que passaram por três, quatro, cinco ou até seis partos. Além disso, temos animais em diferentes fases de criação, que permanecem ao ar livre. A Fazenda Colorado conduz integralmente o projeto desde o nascimento do bezerro até a maturidade do animal, proporcionando um cuidado abrangente desde o início da vida até a fase adulta.

Destaque nacional na produção leiteira

O empenho da Fazenda Colorado não passou despercebido, conquistando recentemente a posição de destaque como a principal Produtora de Leite no renomado ranking MilkPoint TOP 100.

No entanto, essa conquista não é um feito recente. Há uma década, a Colorado mantém sua posição no topo desse ranking.

Essa distinção reforça o papel preeminente da fazenda na liderança da produção de leite no Brasil, desempenhando um papel fundamental no avanço da indústria em termos de escala, produtividade e profissionalização.

O horizonte promissor da Fazenda Colorado

Situada em Araras, no interior de São Paulo, a Fazenda Colorado é uma evidência concreta da constante evolução do setor leiteiro brasileiro.

A propriedade está avançando na produção de leite com a certificação A2A2. O leite A2A2 destaca-se dos demais devido à presença de uma proteína específica chamada beta-caseína.

Cerca de 30% das proteínas do leite são compostas por beta-caseínas, apresentando três tipos: A1A1, A1A2 e A2A2. A beta-caseína A2A2 demonstra benefícios para a digestão e reduz a propensão do leite a causar alergias devido às suas propriedades proteicas. Importante ressaltar que essa distinção não está relacionada à intolerância à lactose, que se refere ao açúcar presente no leite.

Veja também

Espera-se que a indústria de laticínios adote continuamente o desenvolvimento de novas forças produtivas de qualidade, como uma tentativa de alcançar uma transformação positiva sob circunstâncias no novo estágio de desenvolvimento, disse Li Pengcheng, presidente executivo da gigante chinesa de laticínios Mengniu Group.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER