O presidente Luiz Inácio Lula da Silva presenteou na última semana o presidente da França, Emmanuel Macron, com uma cesta repleta de queijos brasileiros.
"Lula entregou a Macron seis queijos, sendo que quatro deles são provenientes decidades mineiras, sendo três de cidades do Sul de Minas"
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva presenteou na última semana o presidente da França, Emmanuel Macron, com uma cesta repleta de queijos brasileiros. Macron esteve no Brasil para encontros bilaterais com o presidente Lula e autoridades brasileiras.

O líder brasileiro compartilhou o “agrado” em suas redes sociais. Lula entregou a Macron seis queijos, sendo que quatro deles são provenientes decidades mineiras, sendo três de cidades do Sul de Minas. São eles: Goa Moderado, de Aiuruoca, Maranata Bronze, de Virgínia e Lua Cheia, de Bueno Brandão.

Além disso, o presidente presenteou o francês com um espumante da SerraGaúcha. “Presenteei o presidente  Emmanuel Macron com cinco dos  melhores e mais premiados queijos brasileiros, inclusive reconhecidos na França, para que ele possa me dizer o que achou deles. Acho que ele vai gostar”, escreveu Lula.

Veja em que cidades são produzidos os queijos que Lula deu ao presidente da França:

  • Canastra do Serjão, de Piumhi, no Centro-Oeste de Minas;
  • Goa Moderado, de Aiuruoca, no Sul de Minas;
  • Maranata Bronze, de Virgínia, no Sul de Minas;
  • Lua Cheia, de Bueno Brandão, no Sul de Minas;
  • Marajó, Ilha de Marajó (PA);
  • Cuesta, de Pardinho (SP).

Conheço os queijos do Sul de Minas que Macron levou para a França

Goa Moderado

Foto: Divulgação

Da cidade de Aiuruoca, o queijo GOA Moderado produzido por Guilherme Arantes Rosa Maciel, é um verdadeiro tesouro gastronômico da Serra da Mantiqueira de Minas. Com leite cru e integral proveniente da própria fazenda, esse queijo encanta paladares em todo o Brasil e além-fronteiras.

Em 2023, o GOA conquistou o ouro em um prestigiado concurso francês, provando sua excelência e sabor inigualável. Os especialistas franceses apreciaram a textura, o aroma e a complexidade desse queijo singular. Além disso, o GOA, com seus 120 dias de cura, também brilhou em território nacional, garantindo o primeiro lugar em um concurso promovido pela Emater-MG.

Maranata Bronze

Foto: Divulgação

Produzido em Virgínia, o Maranata Bronze é produzido pelo Rancho Maranata desde 2019.Segundo o produtor Henrique Lamim, o queijo é com leite cru próprio. De massa cozida, é prensado e maturado por 100 dias.

O queijo conquistou medalha de prata no Prêmio Queijo Brasil e de bronze na Expoqueijo, em Araxá (MG) no ano de 2023.

Lua Cheia

Foto: Divulgação

De Bueno Brandão, o queijo Lua Cheia é um queijo baseado no tradicional queijo francês, no camembert. O queijo é produzido com leite e creme de leite pasteurizados. Segundo Airton Gianesi da Costa, o processo de fabricação é totalmente manual e produzido em pequenos lotes.

Com no mínimo três semanas em câmara fria especial durante o processo de maturação, o queijo é virado diariamente. O tempo é necessário para flora possa se desenvolver e assim ser embalado. Ainda, mesmo depois de
embalado, o seu processo de maturação continua.

O queijo já conquistou várias medalhas em concursos nacionais e internacionais. Em 2023 foi medalha de bronze na Noruega no concurso World Cheese Awards. Ainda no mesmo ano, no Brasil, levou a medalha de
prata no VI Prêmio Queijo Brasil. Já em 2022, conquistou o título de melhor queijo da América Latina e ganhou a medalha de “super ouro” também pelo World Cheese Awards.

Veja também

“Diga-me o que você come e eu lhe direi quem você é”, do gastrônomo e jurista francês Brillat-Savarin, e “Nós somos o que comemos”, do

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Australia

Don’t cry for me Australia: como os laticínios da Austrália estão seguindo os passos da Argentina

O Brasil, em 2022, atingiu 885.000 toneladas métricas entre vários tipos de queijos tropicais e europeus.

Dados saborosos sobre o consumo e a produção de queijo em todo o mundo, que vão dar água na boca

Publicidade

Publicidade em tempos de crise: a estratégia que pode fazer a diferença entre o sucesso e a sobrevivência do seu negócio de laticínios

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER