O Sardo Negro é uma raça de origem mexicana que tem sangue do gir brasileiro, seu início deu-se no começo do século passado através de alguma importações; conheça a história
raça
Importe ressaltar que no início do século passado as raças mais difundidas no Brasil era o Gir e InduBrasil, inclusive o este último foi, sem dúvida, o grande “relações públicas” do Zebu. Ele abriu fronteiras pelo seu biotipo tropical e fez o marketing para o avanço das raças zebuína
Caso você não soubesse que é uma raça registrada pela Associação de Criadores de Zebu do México (AMCC) você arriscaria a dizer que estamos diante de exemplares da raça Gir, isso mesmo, nosso Gir com pelagens multicoloridas, entretanto nós estamos diante da raça Sardo Negro, registrada em solo mexicano. Os animais são de origem do estado de Veracruz na Costa do Golfo do México.

Segundo informações do site da associação a raça é fruto de importações de animais zebuínos do Brasil durante a década de 1930 e algumas outras da importação em 1946. Pode-se afirmar que praticamente das raças zebuínas existentes no México, a maioria vem do Brasil, apenas os bovinos Brahman e Sindi vieram da América do Norte.

Importe ressaltar que no início do século passado as raças mais difundidas no Brasil era o Gir e InduBrasil, inclusive o este último foi, sem dúvida, o grande “relações públicas” do Zebu. Ele abriu fronteiras pelo seu biotipo tropical e fez o marketing para o avanço das raças zebuínas.

A história desta raça é uma mistura entre gado zebuíno existente da Costa do Golfo, onde a pelagem dos animais era bem característica, onde esses animais eram registrados como agryrado-indubrazil, palagem de cor Moura. Inicialmente esses animais foram registrados como Gir e enquadrados dentro do padrão da raça aprovado pelo Secretário de Agricultura em 1962 no México. Mais tarde, dada suas características únicas, passou a ser uma raça chamada Sardo Negro e ter seu próprio livro de registros à partir de 1979.

Segundo alguns registros os animais tem sangue da raça Deoni, raça nativa da Índia. Também é conhecido por alguns outros nomes. Como Deccani, Dongari, Dongarpati ou Surti.

Rancho El Tucán - Sardo Negro
Foto: Rancho El Tucán

Esses cruzamentos consequentemente passam a produzir animais de grande porte, com a combinação característica de pelagem preta e branca, às vezes algumas manchas vermelhas ou marrons, orelhas pretas, pele escura, mucosas bem pigmentadas, arbustos escuros ou intercalados, em alguns brancos quando no corpo. é predominantemente branco.

A pelagem do Sardo Negro realmente se destaca, mas não só devido a sua cor, mas devido às suas características de produção de leite e carne, precocidade, fertilidade, longevidade, capacidade materna e características de resistência, resistência a doenças infecciosas, ectoparasitas, adaptação e aclimatação. Possui uma excelente capacidade de utilização cruzamentos das raças europeias tanto para a produção de carne e leite.

Aqui no Brasil não há registros de criadores da raça, caso você seja um criador entre em contato conosco.

Outro país que adotou a raça e é possível registrar vários criadores através da internet é na Colômbia. É possível ver registros de algumas fazendas que passaram a criar os animais da raça Sardo Negro à partir da década de 70. Entretanto, a Associação de Criadores de Zebu da Colômbia autorizou o início da seleção da raça sob as orientações do programa zebu classificado como colombiano somente em 2011, quando aprovou a abertura dos livros genealógicos da raça Sardo Preto.

Os inícios da produção de Sardo Negro na Fazenda El Carrito remontam a 1976, quando o Sr. Cristóbal Mejía adquiriu alguns touros Sardo Negro puros que alguém da região teria importado do México. Sem saber que faziam parte de uma raça muito importante, mas resgatando um fenótipo vistoso e excelente produção de carne e leite, Sr. Cristóbal decidiu trabalhar os touros em um rebanho zebuíno com muito boa capacidade leiteira.

Confira algumas fotos dos animais da raça Sardo Negro:

Rancho El Tucán - Sardo Negro
Foto: Rancho El Tucán
Rancho El Tucán - Sardo Negro
Foto: Rancho El Tucán
Rancho El Tucán - Sardo Negro
Foto: Rancho El Tucán
Rancho El Tucán - Sardo Negro
Foto: Rancho El Tucán
Foto: Rancho Don Guillermo

Veja também

Embora o vírus até agora não tenha mostrado nenhuma evidência genética de adquirir a capacidade de se espalhar de pessoa para pessoa, as autoridades de saúde pública estão monitorando de perto a situação da vaca leiteira como parte dos esforços gerais de preparação para a pandemia.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER