De acordo com o ministro, a diminuição se deve graças a portaria de 2024 que garante aos laticínios compradores de leite in natura do Brasil benefícios tributários
Paulo Teixeira, ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil

Nesta quarta-feira (10), o ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira, anunciou nas redes sociais a diminuição da importação de leite no Brasil nos meses de janeiro, fevereiro e março.

Segundo Teixeira, o vice-presidente da República e Ministro do Desenvolvimento, Geraldo Alckmin, enviou uma tabela com as informações nesta terça-feira. De acordo com a postagem, a diminuição se deve graças a portaria de 2024 que garante aos laticínios compradores de leite in natura do Brasil benefícios tributários.

“Eu quero parabenizar você, agricultor e agricultura, que produzem leite para que a gente insista, porque o Brasil não só pode produzir leite para o seu mercado interno que consome ainda muito pouco leite, mas também para exportar leite”, disse o ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar.

Paulo citou também a medida de repactuação da dívida dos produtores de leite que fizeram empréstimos quando o leite estava a R$ 3,80, parabenizando o governo do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, por favorecer, segundo ele, a agricultura familiar.

Veja também

Conforme Petry, a fábrica de produtos lácteos será ampliada em mil metros quadrados. Além disso, receberá significativa inovação tecnológica na automatização da produção. Estão sendo adquiradas novos equipamentos com alta tecnologia que, entre outras coisas, farão o carregamento automatizado dos lácteos.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER