O evento mais tradicional realizado pela Cotrisal, o dia de Campo trouxe novidades para a pecuária leiteira no dia 23 de fevereiro, promovendo o 1º Benchmarking da Cotrisal. A manhã da sexta-feira foi marcada por palestras que destacaram um novo momento para a Cooperativa e os produtores de leite que são atendidos pelo departamento técnico veterinário
"O evento que teve seu primeiro ano de lançamento já foi um sucesso entre os produtores do setor lácteo que buscam um aprimoramento e estratégias técnicas focando no bom desempenho e na longevidade das suas propriedades, trazendo inovação e segurança nas decisões tomadas pelas propriedades"

O objetivo do evento foi trazer conhecimento através do Facilitador de cursos de capacitação Rehagro Euler Ribeiro, com o tema: Quais as características das fazendas de produção de leite mais lucrativas, tendo em vista o cenário econômico desafiador das propriedades rurais. A busca por conhecimento contou com grande número de produtores da cadeia láctea da região norte e noroeste do Rio Grande do Sul, além dos técnicos e empresas parceiras que comercializam produtos através da Cooperativa.

Além da palestra, a Cotrisal realizou o lançamento do PGR, que consiste em um Programa de Gestão de Rebanho disponibilizada para as propriedades que possuem assistência Técnica da cooperativa. O programa tem como objetivo principal aumentar a viabilidade econômica das propriedades leiteiras, impulsionando através da sucessão e ações de sustentabilidade, trazendo tecnologia e demonstrando os dados e informações reais de cada produtor assistido.

O lançamento do PGR contou com a apresentação do Gerente do setor Pecuário da Cotrisal, Frederico Trindade que pontuou os principais desafios reprodutivos abordados no programa, bem como o relatório informativo que conta com 07 cases de reprodução, 03 cases de sanidade, 03 cases de gestão e 02 de nutrição. As práticas apresentadas no relatório foram desenvolvidas no ano de 2023 através dos dados e da gestão das propriedades atendidas, buscando sempre os melhores resultados na assistência técnica das propriedades.

Além do lançamento do programa, foi realizada uma premiação Tambo de Ouro Cotrisal, que, através do conceito da ferramenta Benchmarking, selecionou produtores de leite através dos indicativos de Taxa de serviço, taxa de prenhez, taxa de concepção na primeira inseminação e idade ao primeiro parto, dos quais são os índices mais relevantes para a longevidade e sustentabilidade das propriedades leiteiras.

Foram incluídas no projeto 35 fazendas que possuem assistência reprodutiva da Cotrisal que representam 2500 animais em lactação e 30 milhões de litros de leite entregues na indústria por ano. As propriedades foram separadas através do seu sistema de produção e da quantidade de animais da fazenda.

No índice Taxa de serviço receberam a premiação o Tambo Sítio Ipê na categoria confinamento + 60 vacas com 81,8% de Taxa de serviço no ano, Tambo KF na categoria semiconfinamento até 60 vacas com 81,8% de taxa de serviço anual. Na categoria confinamento até 60 vacas o Tambo Coqueiros com 78,8% de taxa de serviço e o Tambo MVanriel com 69,6% na categoria semiconfinamento com mais de 60 vacas.

No índice Taxa de prenhez foram premiadas as propriedades de Luis e Luciana Kuranth com 41% de prenhez no semiconfinado até 60 vacas, na categoria semiconfinado +60 vacas com 32,9% a Agro Zambiasi. Na categoria confinamento até 60 vacas o Tambo Recanto das Águas com 27,3% de taxa de prenhez, e co, 25,2% no sistema confinado + 60 vacas o Tambo Klein.

No índice Taxa de Concepção ao 1º serviço foram premiadas as propriedades de Mario Debona e família com 56% (Conf./60 vacas), Clovis Simon e Filhos também no 56% (Semiconf./60 vacas), Irmãos Villa com 40,40% (Conf./+60 vacas) e Juares e Sirlei Albrecht com 30% (Semiconf./+60 vacas) de taxa de concepção no 1º serviço.

No índice idade ao 1º parto receberam premiação as propriedades de Vitalino e Sergio Serrati (Semiconf./+60 vacas) com 24 meses, Fazenda Ghedini (Conf./ 60 vacas) com 24 meses, Agropecuária Hortência (Conf./+60 vacas) com 24 meses e Valdeci Agostini e Familia (Semiconf./60 vacas) com 25 meses de idade ao primeiro parto.

Estes indicadores premiados foram em consenso entre o departamento técnico, por serem considerados os pilares da sustentabilidade e longevidade das propriedades a médio prazo. As propriedades premiadas desfrutaram da homenagem juntamente com as suas famílias em uma singela gratificação pelo trabalho e empenho demonstrado pelos indicadores anuais. A ação promoveu a conexão entre os técnicos que prestam assistência nas propriedades, no intuito de poderem visualizar as vantagens competitivas dentro e fora das fazendas.

O evento que teve seu primeiro ano de lançamento já foi um sucesso entre os produtores do setor lácteo que buscam um aprimoramento e estratégias técnicas focando no bom desempenho e na longevidade das suas propriedades, trazendo inovação e segurança nas decisões tomadas pelas propriedades.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Cotrisal

Veja também

Embora o vírus até agora não tenha mostrado nenhuma evidência genética de adquirir a capacidade de se espalhar de pessoa para pessoa, as autoridades de saúde pública estão monitorando de perto a situação da vaca leiteira como parte dos esforços gerais de preparação para a pandemia.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER