A aquisição de leite cru pelas indústrias lácteas no primeiro trimestre de 2024 foi de 6,21 bilhões de litros, equivalente a um aumento de 3,3% em relação ao mesmo período de 2023 e decréscimo de 4,4% em comparação com o trimestre imediatamente anterior.
O acréscimo de 198,90 milhões de litros de leite captados em nível nacional é proveniente de aumentos registrados em 21 das 26 UFs participantes da Pesquisa Trimestral do Leite.
O acréscimo de 198,90 milhões de litros de leite captados em nível nacional é proveniente de aumentos registrados em 21 das 26 UFs participantes da Pesquisa Trimestral do Leite.
A aquisição de leite cru pelas indústrias lácteas no primeiro trimestre de 2024 foi de 6,21 bilhões de litros, equivalente a um aumento de 3,3% em relação ao mesmo período de 2023 e decréscimo de 4,4% em comparação com o trimestre imediatamente anterior.

Os números constam das Pesquisas Trimestrais do Abate de Animais, do Leite, do Couro e da Produção de Ovos de Galinha, divulgados nesta quinta-feira (6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O acréscimo de 198,90 milhões de litros de leite captados em nível nacional é proveniente de aumentos registrados em 21 das 26 UFs participantes da Pesquisa Trimestral do Leite.

Em nível de Unidades da Federação, as variações positivas mais significativas ocorreram em:

Minas Gerais (+116,11 milhões de litros),

Paraná (+27,33 milhões de litros),

Goiás (+24,29 milhões de litros),

Rondônia (+18,81 milhões de litros),

Rio de Janeiro (+5,73 milhões de litros) e

Sergipe (+5,63 milhões de litros).

Em compensação, os decréscimos mais relevantes ocorreram no

Rio Grande do Sul (-41,78 milhões de litros),

São Paulo (-37,05 milhões de litros) e

Pernambuco (-5,96 milhões de litros).

Paraná (14,5%),
Santa Catarina (12,6%) e
Rio Grande do Sul (11,6%).
https://whatsapp.com/channel/0029VaPv8js11ulUrj2kIX3I
Fresh milk in a glass bottle

Veja também

Embora o vírus até agora não tenha mostrado nenhuma evidência genética de adquirir a capacidade de se espalhar de pessoa para pessoa, as autoridades de saúde pública estão monitorando de perto a situação da vaca leiteira como parte dos esforços gerais de preparação para a pandemia.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER