Felizmente, a situação produtiva e econômica do Sri Lanka vem melhorando desde o ano passado graças à assistência internacional destinada a facilitar a importação de fertilizantes e produtos fitossanitários.
Sri Lanka
Colhedores de chá em uma plantação no Sri Lanka. (Ph:St)
Em maio de 2021, o presidente do Sri Lanka, Gotabaya Rajapaksa: parar de importar fertilizantes e agroquímicos para “economizar” divisas e declarar o país como produtor orgânico.

O que aconteceu? Os rendimentos diminuíram devido à falta de insumos agrícolas e a produção agrícola despencou, levando a uma crise econômica e a uma série de protestos sociais que terminaram com a tomada do palácio presidencial e a saída de Gotabaya Rajapaksa do país em meados de 2022.

Embora o governo tenha percebido rapidamente o desastre que havia causado e revogado a proibição em novembro de 2021, o aumento do preço internacional do fertilizante – após a eclosão do conflito russo-ucraniano em fevereiro de 2022 – tornou inviável o acesso a esse recurso essencial.

Felizmente, a situação produtiva e econômica do Sri Lanka vem melhorando desde o ano passado graças à assistência internacional destinada a facilitar a importação de fertilizantes e produtos fitossanitários.

“Os agricultores agora têm acesso a fertilizantes e sementes subsidiados pelo governo”, diz um relatório recente do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA).

“Ocorreram chuvas recordes e a análise de anomalias do Índice de Vegetação por Diferença Normalizada (NDVI) por satélite mostra um vigor de colheita acima da média nas principais áreas de produção de arroz para a estação maha”, acrescenta.

No país asiático, há duas estações de cultivo de arroz: maha e yala, que se referem às monções presentes na região. A estação maha vai de setembro a março, enquanto a estação yala vai de abril até o final de agosto.

O USDA estima que a produção de arroz do Sri Lanka no ano comercial de 2023/24 será de 3,3 milhões de toneladas, um aumento de 9% em relação ao número projetado há um mês e 17% maior do que o alcançado em 2022/23.

“Estima-se que a produtividade atinja 4,22 toneladas por hectare, um aumento de 16% em relação ao ano anterior, devido ao clima ideal e ao melhor acesso a insumos agrícolas”, resume o relatório.

 

Veja também

Embora o vírus até agora não tenha mostrado nenhuma evidência genética de adquirir a capacidade de se espalhar de pessoa para pessoa, as autoridades de saúde pública estão monitorando de perto a situação da vaca leiteira como parte dos esforços gerais de preparação para a pandemia.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER