O governo argentino decidiu estender a suspensão do imposto que incide sobre a exportação de produtos lácteos, medida que visa aliviar a carga sobre o setor e aumentar sua competitividade no mercado internacional.
Imposto, Ainda segundo o comunicado, as exportações de lácteos tiveram aumento anual de 7% em volume, durante os primeiros cinco meses do ano.
Ainda segundo o comunicado, as exportações de lácteos tiveram aumento anual de 7% em volume, durante os primeiros cinco meses do ano.
O governo da Argentina divulgou nesta semana que vai prorrogar até 30 de junho de 2025 a suspensão das retenciones, impostos sobre exportação, de produtos lácteos.
Fernando Vilella: Chegou a hora da “Vaca Viva” pela Argentina – eDairyNews-BR

Por nota, a Secretaria de Bioeconomia do país disse que o decreto publicado também estabelece um nível de restituição de 0% para esses produtos, “com o objetivo de incentivar o desenvolvimento de investimentos, voltados para o crescimento da produção, a melhoria dos processos e a incorporação de tecnologia”.

EDAIRY MARKET | O Marketplace que Revolucionou o Comércio Lácteo

Ainda segundo o comunicado, as exportações de lácteos tiveram aumento anual de 7% em volume, durante os primeiros cinco meses do ano. No período, a receita cambial foi de US$ 559 milhões, “apesar dos efeitos adversos da seca nas principais bacias produtivas e das consequências da ‘cigarrinha do milho’ que afetou a dieta do gado leiteiro”.

 

 

https://whatsapp.com/channel/0029VaPv8js11ulUrj2kIX3I

Glass of milk isolated on white background

Veja também

Os produtores de leite no Brasil enfrentam incertezas com os preços em baixa e as importações. Na análise do secretário-executivo do Sindicato da Indústria de Laticínios do Rio Grande do Sul, Darlan Palharini, a recuperação da cadeia produtiva vai depender da melhoria nos custos de produção.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER