Em função da situação de calamidade no Rio Grande do Sul, a 11ª edição do Interleite Sul, evento focado em gestão do setor leiteiro e previsto para ocorrer de 8 a 9 de maio, será adiada.
“Sabemos dos transtornos que essa difícil decisão implicará a pessoas e empresas que se planejaram para ir ao evento, bem como aos palestrantes." Interleite sul
“Sabemos dos transtornos que essa difícil decisão implicará a pessoas e empresas que se planejaram para ir ao evento, bem como aos palestrantes."
Em função da situação de calamidade no Rio Grande do Sul, a 11ª edição do Interleite Sul, evento focado em gestão do setor leiteiro e previsto para ocorrer de 8 a 9 de maio, será adiada.

A decisão foi anunciada no início da tarde desta segunda-feira (6/5). O InterleiteSul será realizado em nova data, prevista para o período de 18 e 19 de setembro.

“Sabemos dos transtornos que essa difícil decisão implicará a pessoas e empresas que se planejaram para ir ao evento, bem como aos palestrantes. Contudo, o momento é de solidariedade ao Rio Grande do Sul”, pontuou o coordenador geral do Interleite Sul, Marcelo Pereira de Carvalho.

O Interleite informa que sua equipe está à disposição dos participantes já inscritos para esclarecer dúvidas e prestar informações por meio do email thais@milkpointventures.com.br  ou pelo número (19) 99247-5347.

O Interleite Sul tem os seguintes apoios:

– Faesc/Senar, MSD, Cia do Leite, Cowmed, Aurora, Bimeda, JA Saúde Animal, KWS, Rúmina, Agener União, Casale, Hipra, Lactalis do Brasil, Química Anastacio;

– Rehagro, Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (A.B.C.B.R.H), Associação Brasileira dos Produtores de Leite (Abraleite),

– Associação Brasileira de Zootecnistas (ABZ), Pré-secados Girardi, Sociedade de Agronomia do Rio Grande do Sul (Sargs);

– Sindicato da Indústria de Laticínios do RS (Sindilat/RS) e Sindicato das Indústrias de Laticínios, Produtos Derivados do Estado de Santa Catarina (Sindileite/SC), FecoAgro/RS e Chapecó Convention.

Veja também

“Diga-me o que você come e eu lhe direi quem você é”, do gastrônomo e jurista francês Brillat-Savarin, e “Nós somos o que comemos”, do

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Australia

Don’t cry for me Australia: como os laticínios da Austrália estão seguindo os passos da Argentina

O Brasil, em 2022, atingiu 885.000 toneladas métricas entre vários tipos de queijos tropicais e europeus.

Dados saborosos sobre o consumo e a produção de queijo em todo o mundo, que vão dar água na boca

Publicidade

Publicidade em tempos de crise: a estratégia que pode fazer a diferença entre o sucesso e a sobrevivência do seu negócio de laticínios

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER