Sem a produção de alimentos do campo, como os oito bilhões de habitantes deste Planeta vão sobreviver? Talvez comendo carne humana, como no belíssimo filme Soilent Green, com Charlton Heston.
Sem a produção de alimentos do campo, como os oito bilhões de habitantes deste Planeta vão sobreviver?
Sem a produção de alimentos do campo, como os oito bilhões de habitantes deste Planeta vão sobreviver?

A loucura ambientalista que tomou conta de parte do mundo ocidental, ao ponto de tentar acabar com o agronegócio, sem que se saiba como as bilhões de pessoas que vivem nestes países irão se alimentar, começa a afetar a situação de diferentes setores, com protestos que correm o risco de paralisar economias como as da França, Alemanha, Espanha, Bélgica, Portugal e outras nações.

A mobilização dos produtores começou já há algum tempo, mas se intensificaram nos últimos meses, quando os discursos radicais que priorizam a pretensa proteção das florestas em detrimento até da vida humana, vindos de uma minoria atuante, chegaram até os governos.

Os primeiros passos contra a produção já foram dados. Na França, por exemplo, as decisões de Macron e seus ministros atingiram em cheio os produtores de leite e depois os demais setores. Na Alemanha, esta semana, centenas e centenas de tratores invadiram Berlim, a capital, jogando toneladas de esterco em frente a prédios públicos.

O governo alemão foi apenas um dos que cortaram os subsídios para a produção de alimentos e aumentaram os impostos, fazendo com que toda a estrutura do agronegócio caminhe para se tornar inviável.

Pequenas concessões dadas aos produtores que se mobilizam por todo o país, foram recebidas com frieza e a tendência é que a situação piore muito nos próximos dias.

A loucura imposta por uma minoria – um percentual perto dos 99 por cento não têm a mínima ideia de como irão se alimentar num futuro próximo – está se espalhando pelo Ocidente, enquanto países como a China e a Rússia, para dar apenas dois exemplos da outra parte do Planeta, ampliam cada vez mais suas produções.

O Brasil, que tende a copiar tudo o que não presta, começa a trilhar o mesmo caminho, ainda com aval dessa geração aparelhada e que em sua grande maioria só repete a doutrinação, principalmente para quem chega às universidades, mas não pensa por si mesma.

Sem a produção de alimentos do campo, como os oito bilhões de habitantes deste Planeta vão sobreviver? Talvez comendo carne humana, como no belíssimo filme Soilent Green, com Charlton Heston. Viver sem comer? É uma perguntinha simples, mas que não faz sentido nas cabeças dos alienados, que vivem a repetir slogan sem saber exatamente o que significa. A Europa está vivendo este drama agora. Ela vai chegar aos Estados Unidos em breve e, também em pouco tempo, baterá na nossa porta. Temos futuro, como seres humanos sem alimentos?

Veja também

Embora o vírus até agora não tenha mostrado nenhuma evidência genética de adquirir a capacidade de se espalhar de pessoa para pessoa, as autoridades de saúde pública estão monitorando de perto a situação da vaca leiteira como parte dos esforços gerais de preparação para a pandemia.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER