Data comemorativa é celebrada no mês que antecede a realização da 6ª edição do Festival do Queijo Artesanal de Minas, em junho.
A data comemorativa antecede a realização da sexta edição do Festival do Queijo Artesanal de Minas, um dos principais eventos do setor, promovido pelo Sistema Faemg Senar e pelo Sebrae Minas
A data comemorativa antecede a realização da sexta edição do Festival do Queijo Artesanal de Minas, um dos principais eventos do setor, promovido pelo Sistema Faemg Senar e pelo Sebrae Minas.
Os queijos artesanais de Minas Gerais representam uma tradição gastronômica que vai além das fronteiras do Estado, sendo reconhecidos nacional e internacionalmente.

Dia dos Queijos Artesanais de Minas Gerais, oficialmente celebrado em 16 de maio, destaca a relevância cultural e culinária dessa iguaria e homenageia toda a cadeia produtiva responsável por colocar na mesa dos consumidores um dos produtos mais apreciados do país.

A data comemorativa antecede a realização da sexta edição do Festival do Queijo Artesanal de Minas, um dos principais eventos do setor, promovido pelo Sistema Faemg Senar e pelo Sebrae Minas, entre os dias 13 e 15 de junho, no Expominas (av. Amazonas, 6020 – Gameleira), em Belo Horizonte.

A programação do festival, que será divulgada em breve no site oficial do evento, inclui diversas atividades como: palestras e seminário técnico, oficinas de harmonização, Agenda de Relacionamento, escolha do melhor queijo do evento, além da venda de produtos da agroindústria mineira.

Haverá ainda a degustação de pratos preparados por chefs renomados, que utilizarão os queijos produzidos em 13 regiões do estado como ingredientes principais.

De acordo com o presidente do Sistema Faemg Senar, Antônio de Salvo, o Dia dos Queijos Artesanais de Minas Gerais é uma data fundamental para reconhecer uma tradição que tem impacto decisivo em diversas frentes, como econômica, social e cultural.

“É um dia para parabenizarmos os produtores rurais pelo trabalho que encanta paladares muito além das fronteiras nacionais. O queijo mineiro é um produto de excelência, que sai do campo, das diferentes regiões do nosso estado, para conquistar o mundo”, ressalta.

O sabor dos queijos artesanais varia de acordo com a região onde é produzido, sendo influenciado pela altitude, pelas características do solo, pelo clima, pelo tipo de vegetação, pela água, entre outros fatores que propiciam sabores únicos aos queijos de cada parte do Estado.

QUEIJO MINAS ARTESANAL

Feito com o leite cru (in natura), sem pasteurização, segue processos tradicionais de produção em pequenas propriedades.

O Queijo Minas Artesanal é reconhecido internacionalmente como um dos melhores queijos do mundo. O seu ‘modo de fazer’ leva o título de Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro, pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN. A expectativa é que a iguaria também seja reconhecida como Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em dezembro deste ano.

Veja também

Conforme Petry, a fábrica de produtos lácteos será ampliada em mil metros quadrados. Além disso, receberá significativa inovação tecnológica na automatização da produção. Estão sendo adquiradas novos equipamentos com alta tecnologia que, entre outras coisas, farão o carregamento automatizado dos lácteos.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER