O CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) americano afirmou que o caso mais recente não altera sua avaliação de que a gripe aviária apresenta ainda um baixo risco para o público em geral e que não há evidências concretas até o momento de transmissão de humano para humano.
A infecção foi o segundo caso humano em Michigan, que confirmou mais casos de gripe aviária em bovinos leiteiros do que qualquer outro estado.
A infecção foi o segundo caso humano em Michigan, que confirmou mais casos de gripe aviária em bovinos leiteiros do que qualquer outro estado.
Uma terceira pessoa testou positivo para a gripe aviária nos Estados Unidos após exposição a vacas infectadas. O homem é um trabalhador de empresa de laticínio e foi o primeiro a apresentar sintomas respiratórios da doença, conforme afirmaram autoridades de saúde do país na última quinta-feira (30).

A infecção foi o segundo caso humano em Michigan, que confirmou mais casos de gripe aviária em bovinos leiteiros do que qualquer outro estado. O novo diagnóstico também amplia os sintomas da gripe para humanos, após os dois trabalhadores que testaram positivo anteriormente terem experimentado apenas conjuntivite, que se resolveu em alguns dias.

O CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) americano afirmou que o caso mais recente não altera sua avaliação de que a gripe aviária apresenta ainda um baixo risco para o público em geral e que não há evidências concretas até o momento de transmissão de humano para humano.

Nirav Shah, diretor-adjunto da agência, afirma esperar ver sintomas respiratórios nos casos em humanos porque o vírus influenza em outros surtos de gripe aviária também apresentaram esses sintomas.

“Ao mesmo tempo, os sintomas respiratórios aumentam as chances de expor alguém em comparação aos sintomas somente oculares,” diz Shah.

O estado de Michigan afirmou que irá começar a testar trabalhadores de fazendas leiteiras em busca de sinais de infecção prévia com gripe aviária. Autoridades de saúde estaduais e locais têm monitorado trabalhadores e pecuaristas expostos para detecção de sintomas.

 

 

https://whatsapp.com/channel/0029VaPv8js11ulUrj2kIX3I

Veja também

Embora o vírus até agora não tenha mostrado nenhuma evidência genética de adquirir a capacidade de se espalhar de pessoa para pessoa, as autoridades de saúde pública estão monitorando de perto a situação da vaca leiteira como parte dos esforços gerais de preparação para a pandemia.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER