Segundo a mestre queijeira Íris Parizotto, essa abordagem consiste em apresentar os queijos aos jurados, sem qualquer indicação de sua origem, marca ou variedade, permitindo que a análise seja feita exclusivamente com base nas características sensoriais de cada produto.
A prática de degustação às cegas não só realça a excelência dos melhores queijos do mundo, como também fomenta discussões sobre a transparência e a objetividade nas competições gastronômicas.
A prática de degustação às cegas não só realça a excelência dos melhores queijos do mundo, como também fomenta discussões sobre a transparência e a objetividade nas competições gastronômicas.

A degustação às cegas, utilizada na ExpoQueijo Brasil – Araxá International Cheese Awards, é a metodologia usada nos principais concursos internacionais por promover justiça e imparcialidade na avaliação dos produtos.

Segundo a mestre queijeira Íris Parizotto, essa abordagem consiste em apresentar os queijos aos jurados, sem qualquer indicação de sua origem, marca ou variedade, permitindo que a análise seja feita exclusivamente com base nas características sensoriais de cada produto.

“Em um concurso internacional de queijos, os participantes inscrevem uma enorme variedade de produtos, que pode incluir queijos de leite de vaca, cabra, ovelha, búfala, entre outros.

Os queijos são numerados e catalogados de maneira a garantir que nenhuma informação relevante seja acessível aos jurados durante a avaliação. Portanto, estes não saberão, durante o concurso, a quem pertence o queijo que está a sua frente, nem o local de origem”, explica.

O painel de jurados, composto por especialistas renomados, como mestres queijeiros, chefs de cozinha e críticos gastronômicos, é responsável por avaliar cada queijo de acordo com critérios rigorosos. “Esses critérios geralmente incluem a aparência, a cor, o formato, as características da crosta, a consistência, a apresentação interna da massa, o aroma e o sabor.

A degustação às cegas assegura que tais avaliações sejam realizadas sem a influência de preconceitos ou expectativas pré-concebidas”, destaca.

A importância da imparcialidade

A imparcialidade é um dos pilares fundamentais da degustação às cegas. Sem a identificação dos queijos, os jurados se concentram inteiramente nas qualidades intrínsecas dos produtos. “Para garantir a total imparcialidade, os organizadores do concurso implementam medidas rigorosas.

Os queijos são armazenados e preparados em ambientes controlados e apenas um grupo seleto de coordenadores tem acesso às informações sobre a procedência dos produtos. Durante a degustação, cada rodada é supervisionada para assegurar a uniformidade dos procedimentos entre todos os jurados”, complementa a mestre queijeira.

Após um processo minucioso de avaliação, os vencedores são anunciados em diversas categorias. “Temos, como exemplo, o grande vencedor da ExpoQueijo Brasil 2023, cujo Queijo Toscano, produzido pela marca argentina Quesería Ventimiglia passou por todas as etapas de avaliação, sendo considerado pelo júri `o melhor do mundo´.
Este queijo participou na categoria de Queijo de Leite de Vaca Pasteurizado, com um período de maturação entre 91 e 180 dias e uma casca cuidadosamente tratada. Mauricio Couly, o produtor responsável pelo Queijo Toscano, compartilhou que a inspiração para este queijo vem da tradição suíça.
O nome Toscano foi escolhido em homenagem à região de Quatro Esquinas, na Argentina, terra natal de Couly. Segundo ele, a combinação das técnicas suíças com o terroir argentino resultou em um produto de sabor e textura únicos, conquistando os jurados e garantindo o prestigiado prêmio”, relembra.

Reflexões sobre o futuro

A prática de degustação às cegas não só realça a excelência dos melhores queijos do mundo, como também fomenta discussões sobre a transparência e a objetividade nas competições gastronômicas. ​Com o sucesso crescente dessa metodologia, há um movimento para torná-la padrão em futuras competições.

Os organizadores acreditam que a degustação às cegas não apenas valoriza os produtos pela sua qualidade intrínseca, mas também promove uma competição mais justa e democrática, onde todos os queijos têm a mesma chance de serem reconhecidos.

“Os concursos internacionais de degustação de queijos têm ganhado destaque pela inovação e seriedade na avaliação dos produtos. A degustação às cegas se consolidou como uma ferramenta poderosa para assegurar a imparcialidade e a justiça, elevando os padrões de qualidade e autenticidade na produção de queijos.

Este método promissor não só garante uma análise mais precisa e honesta, mas também celebra a diversidade e a excelência dos queijos produzidos ao redor do mundo”, finaliza Íris.

ExpoQueijo Brasil

Principal evento do segmento nas Américas, a ExpoQueijo Brasil 2024 – Araxá International Cheese Awards tem reconhecimento e participação dos principais países produtores, atraindo a atenção da comunidade internacional, de especialistas e da imprensa.

O encontro conta com uma grande estrutura montada no pátio principal e nos luxuosos salões do Grande Hotel e Termas de Araxá, patrimônio cultural e histórico de Minas Gerais.

Neste ano, a ExpoQueijo será realizada entre os dias 27 e 30 de junho e se prevê que tenha um impacto positivo em diversas áreas, como o turismo, varejo, agropecuária, logística, indústria alimentícia e de suprimentos e relações internacionais.

O evento é realizado pela Bonare Eventos, com patrocínio da CBMM, Copasa, Cemig, McCain, Sebrae, Sistema Ocemg e Sicoob Crediara. Tem parceria com associações de produtores de queijos e apoio de todas as instituições de fomento do agronegócio, com destaque para o Ministério da Agricultura e Pecuária, por meio da Superintendência Federal de Agricultura MG; Governo de Minas, por meio da Seapa – Emater-MG, Epamig, IMA; Entreposto de Laticínios São Pedro, CCPR, Senar, Faemg e Prefeitura de Araxá. A Epamig – Instituto de Laticínios Cândido Tostes (EPAMIG ILCT), vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa) – Governo de Minas Gerais – é a entidade mantenedora da Expoqueijo Brasil 2024.

ExpoQueijo Brasil 2024 – Araxá International Cheese Awards

  • Data: 27 e 30 de junho
  • Local: Grande Hotel e Termas de Araxá. Rua Águas do Araxá, sem número – bairro Barreiro, Araxá (MG)
  • Mais informações e inscrições: www.expoqueijobrasil.com.br

 

https://whatsapp.com/channel/0029VaPv8js11ulUrj2kIX3I

 

milk

Veja também

Embora o vírus até agora não tenha mostrado nenhuma evidência genética de adquirir a capacidade de se espalhar de pessoa para pessoa, as autoridades de saúde pública estão monitorando de perto a situação da vaca leiteira como parte dos esforços gerais de preparação para a pandemia.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER