Com três anos de atividades completados em dezembro, a Laticínios do Sul, de Imigrante, celebra a consolidação da empresa – marcada pela conquista de prêmios estaduais.
Laticínios
No ano passado, a empresa conquistou sete medalhas no 7º Concurso Estadual de Queijos.
Fundada pela família Hollmann, de grande tradição no setor leiteiro, a indústria de laticínios iniciou as atividades em meio a pandemia de Covid-19 e batalhou para conquistar posições no mercado.

De acordo com a sócia-proprietária da Laticínios do Sul, Alessandra Hollmann, os desafios iniciais incluíram desde a formação de uma base de produtores para captação do leite, até o início das vendas de queijos e natas produzidos pela indústria. “Começamos batendo de porta em porta, tanto dos produtores quanto dos comércios. Foi um começo muito difícil, principalmente porque estávamos em meio a pandemia.”

Conforme Alessandra, o trabalho foi facilitado pela relação da comunidade com o patriarca da família, Délio Eduardo Hollmann – cuja experiência com laticínios supera quatro décadas. Ainda em 2021, a empresa fechou parceria para fornecimento de nata para uma indústria do setor de alimentos, o que também ajudou a projetar os negócios.

No ano passado, a empresa conquistou sete medalhas no 7º Concurso Estadual de Queijos, organizado pela AGL. Um ano antes, foram cinco medalhas. “Nossa aposta é em produtos de qualidade, feitos da forma mais natural possível, sem aditivos químicos e sempre com o tempo adequado de maturação. Dessa forma, conquistamos nosso lugar no mercado.”

Veja também

Embora o vírus até agora não tenha mostrado nenhuma evidência genética de adquirir a capacidade de se espalhar de pessoa para pessoa, as autoridades de saúde pública estão monitorando de perto a situação da vaca leiteira como parte dos esforços gerais de preparação para a pandemia.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER