PRODETER - BNB e SEBRAE discutem parceria de apoio a cadeia produtiva da Bovinocultura de Leite e de Corte no Agreste Meridional
PRODETER - BNB e SEBRAE discutem parceria de apoio a cadeia produtiva da Bovinocultura de Leite e de Corte no Agreste Meridional
PRODETER - BNB e SEBRAE discutem parceria de apoio a cadeia produtiva da Bovinocultura de Leite e de Corte no Agreste Meridional
O Banco do Nordeste através do Programa de Desenvolvimento Territorial, vem realizando uma série de reuniões estratégicas de apoio a estruturação das cadeias produtivas territoriais no Estado de Pernambuco.

Neste contexto, gestores do Prodeter-BNB, visitaram na primeira quinzena de abril, a Unidade Regional do SEBRAE de Garanhuns, para propor parcerias para a realização de ações conjuntas do PRODETER Bovinocultura de Leite e de Corte, nos municípios de Cachoeirinha, Canhotinho, Garanhuns e São Bento do Una.

O Agente de Desenvolvimento do Banco do Nordeste e coordenador do Prodeter no território Agreste Meridional, Danilo Moraes, destacou que a parceria visa proporcionar capacitação, orientação e melhoria na produtividade das propriedades dos agentes econômicos integrantes do Projeto, com consequente aumento de renda para as famílias.

Participaram do encontro, ocorrido na sede da Unidade Regional do SEBRAE de Garanhuns, pelo Banco do Nordeste os Agentes de Desenvolvimento Danilo Moraes e Karina Leite, respectivamente das agências de Garanhuns e Gravatá, e pelo SEBRAE, a Gerente interina, Ana Paula, Jeferson e Lucas consultores responsáveis pelos programas de “Melhoramento Genético” e “Plantio de Palma”.

O Programa de Desenvolvimento Territorial do Banco do Nordeste, é uma estratégia do BNB para contribuir com o desenvolvimento territorial e local por meio da organização, fortalecimento e elevação da competividade das atividades econômicas da Região em toda sua área de atuação.

Veja também

“Diga-me o que você come e eu lhe direi quem você é”, do gastrônomo e jurista francês Brillat-Savarin, e “Nós somos o que comemos”, do

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Australia

Don’t cry for me Australia: como os laticínios da Austrália estão seguindo os passos da Argentina

O Brasil, em 2022, atingiu 885.000 toneladas métricas entre vários tipos de queijos tropicais e europeus.

Dados saborosos sobre o consumo e a produção de queijo em todo o mundo, que vão dar água na boca

Publicidade

Publicidade em tempos de crise: a estratégia que pode fazer a diferença entre o sucesso e a sobrevivência do seu negócio de laticínios

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER