Bactéria causadora da leptospirose é transmitida pela doença de ratos infectados. Emater, empresa de assistência técnica gaúcha, alerta sobre riscos para o gado de leite.
Dentre os sintomas da leptospirose em humanos estão dores musculares, na panturrilha, olhos avermelhados e febre alta — Foto: Divulgação/Emater
A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Sul (Emater-RS) divulgou nota alertando para elevado risco de zoonoses, em especial a leptospirose, após as chuvas no Rio Grande do Sul.

A doença, segundo a presidente da instituição, a médica veterinária Mara Helena Saalfeld, pode ser transmitida entre animais e humanos, com prejuízos importantes para a pecuária leiteira.

“Ao longo do dia vamos ao estábulo, à sala de ordenha, e a vaca às vezes urina dentro da propriedade, na sala de ordenha, e essa urina, através de suas gotículas, pode contaminar as pessoas que estão ali manejando com os animais. Então tenha cuidado com isso, qualquer sintoma que vocês observarem chamem o veterinário para olhar, façam os testes para saber se é leptospirose, são testes de laboratório”, destaca a médica veterinária.

A leptospirose é transmitida pela bactéria leptospira. O microrganismo possui 250 variedades diferentes, sobrevive na água por quase cinco meses e tem capacidade de atravessar a pele intacta, mesmo sem feridas. “Ela passa contágio através do olho, do nariz, da boca, do aparelho genital, através do aparelho reprodutor dos animais. Então é uma doença muito importante e nós temos que evitar ao máximo a presença dela em nossas propriedades”, esclarece Saalfeld.

A principal forma de transmissão da doença é pelo contato com a urina do rato, animal que é portador assintomático da leptospirose. Com isso, a principal medida de prevenção é evitar contato direto com a água, usando botas, macacões e luvas. Nos estábulos, a médica veterinária alerta para o cuidado com a ração dos animais e recomenda a vacinação do rebanho.

Existe vacina para essa doença, então nós temos que nos prevenir. Contate seu veterinário, os extensionistas da Emater, para ver se na sua região é preciso vacinar a cada quatro ou seis meses”, salienta Mara.

Nos humanos, os principais sintomas da leptospirose são dores musculares, na panturrilha, olhos avermelhados, febre alta, pode ser leptospirose. Nos animais, os sinais incluem urina avermelhada, febre, perda de apetite e pode acometer todas as espécies.

“Quem tem cachorro na propriedade, o cão é um dos primeiros animais que fica doente, ele é um guardião aí da sua casa e precisa que fiquemos atentos”, indica a veterinária.

Blood sample of patient positive tested for leptospira by rapid diagnostic test.

Veja também

Nunca se deve deixar os queijos abertos dentro do refrigerador porque as propriedades frias, porém secantes, destes aparelhos não são boas para o produto.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER