Parceria comercial com Nigéria abrange bovinos e bubalinos vivos destinados à reprodução, além de leite e produtos lácteos.
A Nigéria, com seu grande potencial de expansão demográfica e crescimento econômico, oferece um terreno fértil para o desenvolvimento de novas parcerias comerciais.
A Nigéria, com seu grande potencial de expansão demográfica e crescimento econômico, oferece um terreno fértil para o desenvolvimento de novas parcerias comerciais.
O agronegócio brasileiro celebra uma nova conquista com a autorização sanitária concedida pelo Governo da Nigéria para a exportação de bovinos e bubalinos vivos destinados à reprodução, além de leite e produtos lácteos.

Esse anúncio reforça a confiança no sistema de controle sanitário do Brasil e abre portas para oportunidades de negócios para os produtores nacionais, permitindo a diversificação de mercados e a mitigação de riscos associados à dependência de poucos compradores.

Exportações de lácteos em Goiás têm aumento de 74,5% de janeiro a abril – eDairyNews-BR

Além disso, a entrada em novos mercados estimula a competitividade e a inovação no setor agropecuário brasileiro, impulsionando o desenvolvimento econômico e social das regiões produtoras.

Em 2023, a Nigéria importou mais de US$ 875 milhões em produtos do agronegócio brasileiro, destacando-se como um importante parceiro comercial do Brasil no continente africano.

A nova autorização fortalece ainda mais esta relação comercial, refletindo a confiança do país nigeriano na qualidade e segurança dos produtos agropecuários brasileiros.

Com este anúncio, o Brasil alcançou sua 71ª abertura de mercado somente este ano. Desde o início de 2023, o país totaliza 149 novos mercados em 52 países, demonstrando um esforço contínuo para expandir sua presença global e diversificar seus destinos de exportação.

EDAIRY MARKET | O Marketplace que Revolucionou o Comércio Lácteo

A Nigéria, com seu grande potencial de expansão demográfica e crescimento econômico, oferece um terreno fértil para o desenvolvimento de novas parcerias comerciais.

A demanda crescente por alimentos e produtos agropecuários de alta qualidade torna o país um mercado estratégico para o Brasil, que busca consolidar sua posição como um dos principais fornecedores globais do setor.

Esta conquista reflete o compromisso do Brasil em manter elevados padrões sanitários e de qualidade, fundamentais para garantir a segurança alimentar e a confiança dos mercados internacionais.

À medida que novas portas se abrem, os produtores brasileiros têm a oportunidade de fortalecer suas operações e contribuir para o crescimento sustentável do agronegócio nacional.

 

 

https://whatsapp.com/channel/0029VaPv8js11ulUrj2kIX3I

Veja também

Os produtores de leite no Brasil enfrentam incertezas com os preços em baixa e as importações. Na análise do secretário-executivo do Sindicato da Indústria de Laticínios do Rio Grande do Sul, Darlan Palharini, a recuperação da cadeia produtiva vai depender da melhoria nos custos de produção.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER