A descobrimento poderia abrir o caminho para a utilização da caseína - uma proteína que se encontra no leite de vaca - como uma alternativa económica à prata ou a outros materiais habitualmente utilizados para o tratamento de feridas.
as fibras com caseína apresentaram a maior redução da área da ferida após o tratamento, tendo-se registado uma regeneração quase completa no período de teste de 14 dias
As fibras com caseína apresentaram a maior redução da área da ferida após o tratamento, tendo-se registado uma regeneração quase completa no período de teste de 14 dias.
 A caseína acelera a cicatrização de feridas  | O estudo foi efectuado por investigadores da University College London e publicado no Journal of The Royal Society Interface.

Para realizar a experi√™ncia, os investigadores criaram um pol√≠mero semelhante a uma ligadura a partir de uma mistura de case√≠na e de um tipo de poli√©ster biodegrad√°vel (PCL) e obtiveram 32 ratos adultos, aos quais foi induzida diabetes e foram feitas pequenas perfura√ß√Ķes na pele. Os ratos foram ent√£o divididos em tr√™s grupos – um grupo de controlo que n√£o recebeu qualquer tratamento, um grupo tratado com ligaduras normais e um grupo tratado com as fibras infundidas com case√≠na. O processo de cicatriza√ß√£o foi analisado e fotografado nos dias 0, 3, 7, 10 e 14.

Os resultados mostraram que “as fibras com case√≠na apresentaram a maior redu√ß√£o da √°rea da ferida ap√≥s o tratamento, tendo-se registado uma regenera√ß√£o quase completa no per√≠odo de teste de 14 dias”. Em compara√ß√£o, as √°reas das feridas nos ratos do grupo de controlo e do grupo que foi tratado com ligaduras normais diminu√≠ram para 45,6 ¬Ī 5,7% e 31,1 ¬Ī 10,8%, respetivamente (uma √°rea de ferida mais pequena significa que cicatriza mais rapidamente).

“Com base nos nossos resultados, as condi√ß√Ķes de cicatriza√ß√£o de feridas mais ideais foram obtidas com CLF, enquanto o grupo PF apresentou melhores resultados em compara√ß√£o com o grupo de controlo. No 14¬ļ dia, podemos ver que a ferida est√° quase completamente reepitelizada e significativamente mais coberta do que a ferida do grupo de controlo”, conclu√≠ram os investigadores.

Al√©m disso, a incorpora√ß√£o da case√≠na nas fibras foi confirmada como “uma das formas mais eficazes” como material de cicatriza√ß√£o de feridas. De acordo com o estudo, os materiais fibrosos produzidos com PCL suportam as trocas gasosas e podem regular a humidade para o processo de cicatriza√ß√£o de feridas. Juntamente com a case√≠na, que tem propriedades anti-inflamat√≥rias, este tipo de ligadura pode simplificar a cicatriza√ß√£o de feridas.

“Este trabalho demonstra a efic√°cia da case√≠na, uma prote√≠na altamente abundante e barata que pode ser utilizada em materiais de cicatriza√ß√£o de feridas, para melhorar o processo de cicatriza√ß√£o. Al√©m disso, a case√≠na tem o potencial de fornecer tamb√©m prote√ß√£o antibacteriana, o que deve ser explorado em estudos futuros”, conclu√≠ram os investigadores.

 

Aceda aos nossos melhores artigos aqui ūüĎČ Destaques – eDairyNews-BRūüźģūü•õ‚ú®

Veja também

Conhe√ßa As Variedades E Benef√≠cios Para A Sa√ļde E O Bem-Estar dos queijos.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

S√ļmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER