Vacalin, O "rei do doce de leite" tentará triplicar sua produção de queijo para aumentar as exportações. Por que seu proprietário diz que o preço do leite não subirá nos próximos meses e como a empresa planeja lidar com a queda da demanda doméstica.
Vacalin, Em um período marcado por uma queda na demanda doméstica, a empresa, que celebrará seu 50º aniversário no mercado este ano, voltou ao consumo de massa.
Em um período marcado por uma queda na demanda doméstica, a empresa, que celebrará seu 50º aniversário no mercado este ano, voltou ao consumo de massa.

Eles são os “Reis do doce de leite” e agora estão buscando crescer no mercado de queijos.

A Vacalin está investindo u$s 10 milhões para expandir sua fábrica de queijos e, dessa forma, quadruplicar sua produção. O objetivo, além de aumentar sua presença no mercado doméstico, também será crescer nas exportações.

Embora o doce de leite seja o núcleo de seus negócios e eles afirmem ter um terço da participação de mercado desse produto – a Vacalin fabrica um total de 30.000 toneladas por ano -, tanto a produção quanto as vendas dos queijos da marca aumentaram 50% durante o primeiro semestre do ano, em comparação com os níveis do ano passado, quando produziram cerca de 4.500 toneladas de diferentes tipos de queijo. Agora, no setor de queijos, a meta é atingir 4% da participação de mercado.

A maior fábrica de doce de leite da Europa pertence a um argentino – eDairyNews-BR

“A fábrica estará funcionando até o final de 2025. Ela estará muito mais preparada para exportar do que a que temos hoje”, disse Juan Manuel Rodríguez, diretor da Vacalin. Seu avô, Ernesto, fundou a Vacalin Dairy em 1973 e depois seu pai, Ernesto (h), assumiu as rédeas e hoje continua como presidente. Ele continuou: “Temos que parar de pensar apenas no mercado doméstico e começar a olhar para fora”.

Até o momento, a empresa localizada em Bartolomé Bavio, no distrito de Magdalena, em Buenos Aires, só envia para o exterior seu principal produto: o doce de leite. A empresa, de propriedade da família Rodríguez, concentra 30% das exportações nacionais da iguaria, que representa 1% de sua produção. No entanto, o objetivo da empresa é atingir 50% dos embarques de doce de leite argentino para o mundo.

Os principais destinos dos produtos da Vacalin são o Brasil, o Panamá e os Estados Unidos, embora eles também sejam enviados para o Japão, a Coreia e o Uruguai. Recentemente, a empresa conseguiu certificar sua fábrica para exportar doce de leite para a União Europeia,o que a aproxima um pouco mais de seu objetivo: “Queremos buscar relacionamentos duradouros com clientes maiores do que os encontrados na região, como os países da Europa, Rússia, África e China”.

EDAIRY MARKET | O Marketplace que Revolucionou o Comércio Lácteo

Embora a marca seja conhecida por seu doce de leite, ela não domina suas próprias prateleiras. O queijo responde por 30% das operações, com mussarela e cream cheese no topo. “Esses dois são os responsáveis pelas vendas, mas também temos outros, como brie, neufchâtel e burrata“, destacou Rodríguez. Em seguida, vêm o sorvete (15%), o doce de leite (10%) e o conjunto creme-manteiga-leite, com 10%.

O plano da Vacalin para combater a queda no consumo

Em um período marcado por uma queda na demanda doméstica, a empresa, que celebrará seu 50º aniversário no mercado este ano, voltou ao consumo de massa. “Nos reposicionamos em algumas redes nacionais regionais, como os supermercados Libertad , no interior do país”, comentou o executivo.

668403d2aaf91 700 700!

 

Trata-se de uma estratégia de marca que visa reunir todos os produtos da empresa em um único local: “A marca fez uma incursão no varejo na década de 1990, embora com um baixo nível de conscientização. Meu pai teve a ideia das lojas porque queria um lugar onde o cliente pudesse ver todos os produtos da marca e estar perto dos consumidores, sem intermediários”, disse o executivo.

O primeiro passo foi em La Plata. No ano seguinte, a empresa abriu uma segunda filial em Mataderos, onde atualmente fica seu centro de distribuição. Depois, o projeto foi suspenso até 2015 , quando voltou à cena, dessa vez, sob o esquema de franquia. Hoje já conta com 38 lojas distribuídas entre a Grande Buenos Aires e a Capital Federal e a meta, até 2028, será chegar a 100 lojas na rua.

Apesar de o executivo acreditar que isso será possível, o plano de cem filiais fracassou este ano. “Até o momento, abrimos quatro lojas, estamos construindo outras duas e planejamos abrir mais três no segundo semestre do ano. Entretanto, o aumento dos custos de construção e a questão macroeconômica complicaram nossos planos”, disse Rodriguez.
Atualmente, a Vacalin tem 265 funcionários e uma unidade de produção de 25.000 metros quadrados, onde estão localizadas as fábricas de suas diferentes unidades de negócios: sorvete, queijo, leite em pó e doce de leite.

Por que o leite não subirá de preço nos próximos três meses

De acordo com Rodríguez, a Argentina exporta 20% do total de leite produzido no país. No entanto, “hoje, a matéria-prima tem um valor em dólares semelhante ao dos Estados Unidos ou da União Europeia”, disse Rodríguez e comentou que, em condições normais, o preço do leite está – em dólares – entre 10% e 15% abaixo dos valores internacionais.

“Isso faz com que as empresas decidam não exportar porque não é conveniente nem competitivo. Como resultado, toda a produção fica no mercado interno. Já estamos projetando que o preço do leite não subirá em julho, agosto e setembro por causa do excesso de estoque”, disse o representante da empresa que processa 1% do mercado local de leite.

 

 

https://whatsapp.com/channel/0029VaPv8js11ulUrj2kIX3I

Veja também

Os produtores de leite no Brasil enfrentam incertezas com os preços em baixa e as importações. Na análise do secretário-executivo do Sindicato da Indústria de Laticínios do Rio Grande do Sul, Darlan Palharini, a recuperação da cadeia produtiva vai depender da melhoria nos custos de produção.

Você pode estar interessado em

Notas
Relacionadas

Mais Lidos

1.

2.

3.

4.

5.

Destaques

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER